A diferença entre Tráfego Pago X Tráfego Orgânico

Tráfego Pago x Tráfego Orgânico

Na hora de montar um plano estratégico para melhorar o desempenho em vendas, muitas empresas pensam em tráfego pago x tráfego orgânico. Realmente, é uma dúvida recorrente e os dois modos devem ser analisados para decidir qual abordagem vale mais a pena para cada empresa.

No entanto, no marketing, as duas estratégias são valiosas. Tanto a chegada de visitantes orgânicos quanto leads que chegam através de anúncios são bem aproveitadas pelas empresas e contam como resultados positivos.

Porém, é preciso ter uma prioridade no momento de aplicar suas estratégias. Utilizar as duas ao mesmo tempo é viável, mas uma sempre vai dar mais resultados do que a outra. Portanto, para evitar prejuízos, é preciso conhecer a diferença entre tráfego pago x tráfego orgânico e seguir o caminho correto para sua empresa.

Quer saber mais sobre esses dois métodos? Confira a seguir:

O que é Tráfego Orgânico?

O tráfego orgânico é um método de marketing que busca reduzir os custos das empresas com a propaganda de sua marca. Isto é, os visitantes vêm ao seu site de forma espontânea, pesquisando por palavras-chave de seu interesse e encontrando as empresas que têm melhor rankeamento nas plataformas de pesquisa.

Contudo, isso não acontece por um milagre. Existem diversas estratégias de marketing por trás dessa técnica, que induzem o visitante a entrar no site da empresa e consumir o conteúdo que está ali.

Principais estratégias do tráfego orgânico

Uma das principais estratégias utilizadas para impulsionar o tráfego orgânico de um site é o SEO. Com os conteúdos otimizados para as pesquisas realizadas no Google, é possível rankear na primeira página da plataforma e ter seu site encontrado de forma mais fácil por quem está pesquisando um produto ou serviço relacionado à sua empresa.

Sobretudo, ter em mente seu público-alvo também é fundamental para fazer o tráfego orgânico funcionar. Direcionar todo o seu conteúdo a uma persona em específico faz com que o marketing se faça sozinho. Somente pessoas realmente interessadas em seu produto vão atrás de seu conteúdo. Portanto, direcione todos os seus esforços a essas pessoas.

Além disso, selecionar bem as palavras-chave presentes em seus conteúdos é essencial para que o SEO funcione e os leads cheguem de forma orgânica em seu site. O uso de ferramentas, como a Ubersuggest, podem te ajudar nessa etapa.

Tráfego pago X Tráfego orgânico
Tráfego pago x tráfego orgânico: Utilizar as palavras-chave corretas é fundamental nessa etapa. Fonte: Freepik/rawpixel.com

Também é possível conquistar mais leads pelo tráfego orgânico através do e-mail marketing e das newsletters. Enviar o conteúdo para seu público-alvo de forma periódica faz com que ele tenha cada vez mais interesse e curiosidade em acessar seu site. Isso faz com que o tráfego de seu site aumente.

E o que é Tráfego Pago?

O tráfego pago, como já diz o nome, requer que você use recursos financeiros para implantá-lo. Em suma, é o modo em que você paga para aparecer em certos sites, através da publicidade, e impulsionar sua marca com anúncios.

Um dos meios mais conhecidos e utilizados pelo tráfego pago é ter o primeiro resultado na primeira página do Google. Quando a pessoa procura sua palavra-chave, é possível pagar para que sua empresa esteja no topo, captando mais atenção daquela pessoa e possivelmente transformando ela em um lead.

Isso é importante para que sua empresa consiga ampliar a mensagem e espalhar sua marca de uma forma mais fácil e rápida. Ser o primeiro resultado a aparecer no Google é algo muito valioso, principalmente na venda de produtos e serviços.

Dessa forma, os resultados chegam de forma mais rápida, já que os leads conseguem acessar seu site com mais facilidade e conhecer sua empresa mais rapidamente em comparação ao tráfego orgânico.

Além disso, é possível direcionar esses anúncios para um público em específico, se tornando um método mais flexível. Os ads podem abordar diversas pessoas, levando em conta idade, sexo, região e perfil de consumo.

Canais para realizar o tráfego pago

O tráfego pago pode ser feito em diversos canais. Um deles é o Google Ads, que precifica as palavras-chave e coloca seus anúncios no topo da primeira página de pesquisas para que mais leads cheguem ao seu site.

Tráfego pago X Tráfego orgânico
A propaganda por meio de anúncios é uma estratégia essencial do tráfego pago. Fonte: Freepik/macrovector

O Facebook Ads também é uma opção, dando espaço dentro da rede social para que sua empresa apareça para usuários selecionados, ou seja, o público-alvo de seu produto. A plataforma também utiliza posts patrocinados para impulsionar sua marca.

Para quem busca realizar marketing B2B, o LinkedIn Ads é uma ótima alternativa. Por se tratar de uma rede social profissional, é possível atingir muitos clientes e conquistar mais leads qualificados.

O Taboola é uma ferramenta que coloca seus conteúdos de forma recomendada em outros sites de interesse do leitor, ou seja, seus anúncios podem aparecer em diversos sites, levando em conta apenas a pesquisa de palavras-chave do seu público-alvo.

Confira no infográfico abaixo como investir no tráfego pago da forma certa:

Tráfego pago X Tráfego orgânico
É preciso entender as diferenças entre tráfego pago X tráfego orgânico para criar sua estratégia. Fonte: @voucresceronline

[BÔNUS] O melhor método para sua empresa

Agora que você já sabe do que se tratam os dois modos, é preciso decidir por qual caminho sua empresa vai seguir. Desse modo, é necessário levantar todos os dados relevantes para seu plano estratégico, desde o público-alvo até as melhores ferramentas de marketing que podem ser utilizadas no seu caso.

Dessa forma, fica mais fácil enxergar qual abordagem sua empresa deve fazer e quais estratégias vão apresentar os melhores resultados.

Quer saber qual método se encaixa melhor no seu modelo de vendas? Assista ao vídeo:

Conclusão

Ao se deparar com a dúvida entre tráfego pago x tráfego orgânico, é fundamental analisar todas as abordagens e estratégias e optar pelo caminho que mais faz sentido para o objetivo da empresa. Independente de qual dos dois for escolhido, os métodos devem ser aplicados com muito cuidado para que seu negócio obtenha sempre os melhores resultados.

Gostou desse artigo? Confira mais conteúdos como esse assinando nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.