Marketing de Influência: o que é e como ele pode ajudar seu negócio

pessoas reunidas

Conforme a popularidade das redes sociais ascendeu rapidamente, o mesmo ocorreu com o investimento e interesse no marketing de influência. Os influenciadores estão cada vez mais presentes na vida das empresas e dos consumidores, por isso, vale entender como eles podem se encaixar na sua estratégia de Marketing Digital.

No Instagram, TikTok e YouTube a outras plataformas, as marcas contratam pessoas populares para alcançar sua rede de seguidores e divulgar seus produtos e serviços. Conforme a popularidade das redes sociais ascendeu rapidamente, o mesmo ocorreu com o investimento e interesse no marketing de influência.

Essa tática é mais complexa do que se imagina. Ao ser colocada em prática da forma errada, pode ser um desperdício de orçamento ou, em casos extremos, prejudicar a sua marca. Neste post, ajudaremos você a construir uma estratégia sólida.

O que é marketing de influência?

Segundo o dicionário Influency, o Marketing de Influência é o conjunto de ações e estratégias que se utilizam de um interlocutor com poder de convencimento ou liderança, buscando realizar influência na decisão de compra a favor da sua marca. 

A publicidade tradicional está se tornando menos eficaz e houve um significativo aumento no bloqueio de anúncios e nas mudanças no comportamento do consumidor. 

Faz parte da natureza humana fazermos compras considerando as informações de amigos e familiares que nos fizeram recomendações. Também encontramos isso sendo chamado de prova social. A sua empresa pode usar o marketing de influência para se comunicar com novos públicos e aumentar o alcance de marca, tráfego de site e as vendas. A tática envolve encontrar as pessoas adequadas com influência e incentivá-las a falar de você para os seguidores delas.

Você provavelmente já se deparou com colaborações de marketing de influência ao entrar nas redes sociais. Você nunca percebeu uma conta popular que segue no Instagram, por exemplo, colocar uma hashtag “#Ad”, “#Anúncio”, ”#Publi” ou “Conteúdo patrocinado”, em um post? 

Marketing de influência: Giordana Serrano, influenciadora, fazendo um post de publicidade em seu perfil do Instagram.
Marketing de influência: Giordana Serrano, influenciadora, fazendo um post de publicidade em seu perfil do Instagram.

É importante entender que os influenciadores constroem afinidade com seus seguidores. Essa aproximação gera confiança, e confiança gera vendas. Não à toa que a pesquisa realizada pela MindMiners em 2019 apontou que 45% das pessoas afirmaram já ter comprado algum produto por indicação de suas personalidades favoritas. Esses dados ajudam a comprovar a força que o mercado de Marketing de Influência vem ganhando. 

Entenda a diferença entre tipos de influenciadores

Para de fato entender os diferentes tipos de influenciadores, precisamos analisar os micro-influenciadores e os influenciadores celebridade (macro). 

Micro-influenciadores 

Nos últimos anos, muitos profissionais de marketing inteligentes perceberam que é possível colher bons frutos quando pessoas com audiências menores divulgam seus produtos e serviços. Por causa disso, o investimento em micro-influenciadores explodiu. 

Em 2018, a Forbes definiu esse grupo de pessoas com influência como a força do marketing do futuro.

Micro-influenciadores não são celebridades, mas sim usuários de redes sociais comuns que conquistaram seguidores com pensamento parecido, e normalmente têm entre 1.000 e 10.000 seguidores engajados.

Mas o engajamento é o ponto mais importante. 

Embora o número de seguidores dos micro-influenciadores possa ser menor que o das celebridades, seus públicos-alvo são muito engajados e interagem com o conteúdo que esses criadores publicam. É mais barato para uma marca colaborar com um micro-influenciador do que com uma celebridade. Embora o alcance não seja tão alto com apenas uma colaboração, é muito mais direcionado a um público específico

Influenciadores celebridades (macro)

Influenciadores celebridade (ou macro) são aquelas estrelas com grandes nomes e mais de 100 mil seguidores, senão milhões de seguidores. 

Trabalhar com esse tipo de influenciador facilita o alcance a grandes números de indivíduos e associa sua marca ao nome de grandes estrelas. No entanto, é caro, tornando a barreira de entrada muito mais alta para muitos negócios.

Trabalhar com celebridades não é o ideal para todas as marcas, mas as estratégias mais bem-sucedidas com frequência tentarão equilibrar os dois tipos de influenciadores para alcançarem o impacto máximo. 

Um ponto importante dos influenciadores macro ou celebridades é que as marcas devem ter cuidado com a exposição vinculada a eles. Em resumo, é preciso escolher bem com quem você deseja trabalhar e se associar para que essa pessoa tenha valores semelhantes ao da sua marca.

Correr o risco de apoiar alguma celebridade que venha a realizar alguma ação contrária aos valores da sua marca pode resultar em perda de clientes e na necessidade de ruptura instantânea com o influenciador.

Nano-influenciadores

Embora não se fale muito sobre eles, os nano-influenciadores também existem. São aqueles com menos de 1.000 seguidores, que estão em nichos muito pequenos, mas com alto engajamento. Assim como os micro-influenciadores, esse grupo – apesar da pequena audiência, pode-se dizer que exerce uma influência mais intensa com quem os segue.

Por que você deve investir no marketing de influência

Confira 6 motivos pelos quais você deve usar essa estratégia:

  1. A eficiência dos anúncios tradicionais está em declínio, enquanto as colaborações com influenciadores continuam a se tornar incrivelmente bem-sucedidas. Isso se deve principalmente ao fato de que os consumidores preferem postagens em redes sociais aos anúncios tradicionais, e o engajamento com eles é feito de uma forma totalmente diferente.
  2. Pessoas compram de pessoas, e as colaborações com influenciadores ajudam a mostrar um lado humano do marketing e agregam autenticidade à sua campanha. Estamos todos nos tornando imunes à publicidade, e ainda assim cada vez mais receptivos a produtos divulgados por influenciadores que admiramos. 
  3. Na maioria dos canais de marketing, esforço e responsabilidade são unilaterais. Ao trabalhar com influenciadores, eles também querem que sua campanha tenha um bom desempenho, pois isso pode levar a novos trabalhos e colaborações com você. Eles se orgulham de suas plataformas e querem que todas as parcerias tenham um bom desempenho.
  4. As gerações mais novas, em especial, confiam nos influenciadores e em suas recomendações de produtos e promoções muito mais do que em celebridades e outras pessoas que apoiam produtos, e os profissionais de marketing podem aproveitar isso ao máximo. Afinal, por que investir na colaboração com alguém em quem seu público não confia?
  5. É possível encontrar influenciadores com direcionamentos muito específicos em quase todos os nichos, o que significa que você pode alcançar a demografia de consumidores exata com promoções de campanhas direcionadas. 
  6. O marketing de influência é uma forma fantástica de alcançar novos públicos engajados ativamente com conteúdo e pode ser uma maneira com bom custo-benefício de aumentar rapidamente a consciência de marca de produtos e negócios. 

Como criar uma estratégia de marketing de influência

Agora que você já sabe que a sua empresa pode, sim, trabalhar com marketing de influência e gerar bons resultados, é importante se atentar às dicas abaixo para poder extrair os melhores resultados possíveis de suas ações:

1. Defina as metas da sua campanha

O primeiro passo para elaborar uma estratégia bem-sucedida é definir suas metas — se você não sabe como seria o sucesso, como sabe o que funciona e não funciona?

Se você investe na colaboração com um ou mais influenciadores, o que quer ganhar com isso?

  • Alcance. Se você busca aumentar a visibilidade dos produtos e serviços do seu negócio em novos públicos, alcance pode ser uma boa meta. Afinal, se suas influências são direcionadas, ter foco no alcance pode ser uma ótima forma de maximizar o número de pessoas que irão conhecer sua oferta.
  • Tráfego. Outra meta pode ser aumentar o tráfego para o seu site como resultado de uma colaboração, tanto direta quanto o resultado de um aumento nas pesquisas da marca no Google. Associe isso a uma boa otimização de conteúdo e experiência do usuário que você pode conseguir boas taxas de conversão.
  • Vendas e conversões. No fim das contas, a maior parte das campanhas de marketing tem como meta final ganhar dinheiro. Devido à forma como você monitora uma campanha, definitivamente é possível colocar em prática uma que tenha como meta aumentar as vendas diretas. Usar códigos de desconto pode ser uma ótima forma de incentivar vendas rápidas e ao mesmo tempo permitir que o desempenho seja vinculado a um influenciador. 

As metas funcionam de formas diferentes dependendo do objetivo da marca, mas ao definir a sua no início de uma campanha, você pode desenvolver todo o resto em torno disso. 

2. Defina o público-alvo da sua campanha

O marketing de influência só é eficaz quando seu negócio está sendo divulgado para o público certo. Acerte no público-alvo, e seus benefícios com uma colaboração serão grandiosos. Mas, se errar, será uma perda de tempo e investimento.

O marketing de influência significa que você pode vender para públicos de nichos muito específicos, mas precisa saber quem faz parte dele e quais são os principais influenciadores digitais para esses grupos. São celebridades, ou são micro-influenciadores que estão mais próximos da sua audiência?

Não esqueça que você pode ser muito específico. Não é necessário, e talvez não seja aconselhável, tentar direcionar todo o seu público com apenas uma campanha ou colaboração. Em vez disso, concentre-se em segmentos das pessoas que terão um alto engajamento.

3. Defina o briefing e a mensagem da sua campanha

Assim como você precisa conhecer sua meta e seu público antes de começar a entrar em contato com influenciadores, é necessário identificar a mensagem da sua campanha. Ela pode mudar significativamente dependendo das metas e da finalidade das colaborações.

  • Você quer aumentar a visibilidade do negócio como um todo para um novo público?
  • Divulgar o lançamento de um novo produto para pessoas que talvez já conheçam a marca?
  • Destacar o novo recurso de um serviço?
  • Impulsionar as compras diretas de uma venda? 

A mensagem da campanha deve estar alinhada às metas, mas até que sua campanha tenha um escopo, você terá problemas para mapear uma estratégia bem-sucedida.

Concentre seus esforços em organizar o briefing de uma campanha que comunique claramente suas metas e no que você gostaria que o influenciador trabalhasse com você. Quanto mais claro ele for, mais eficácia você terá com essas colaborações tão valiosas.

4. Defina um orçamento

Quase todos os influenciadores (até os micro-influenciadores) vão querer uma compensação pelos seus esforços. Para trabalhar com influenciadores com alto engajamento, você precisa ter um orçamento (assim como produtos e serviços para dar de presente).

Ao definir um orçamento geral, você precisa ter em mente a divisão entre compensar os influenciadores e cobrir os custos de produtos e serviços.

Não é interessante começar as negociações com influenciadores (ou até mesmo iniciar o contato) antes de ter um orçamento. Sem ele, você terá problemas para definir o escopo do seu plano para começar as abordagens.

5. Encontre os influenciadores e contate-os

Dependendo das metas da sua campanha, você precisa decidir se trabalhará com influenciadores celebridade (macro) como parte da campanha ou apenas com influenciadores-micro engajados.

As duas opções servem para estratégias diferentes, e não há abordagem certa ou errada. No entanto, quando se trata de encontrar influenciadores com quem colaborar, o caminho entre macro e micro-influenciadores é muito diferente.

Se você busca trabalhar com influenciadores celebridade, é quase certo que precisará abordá-los por meio de um agente. Aos que querem trabalhar com micro-influenciadores, muitas vezes é possível sondar e entrar em contato com eles diretamente.

Mas como encontrar os influenciadores certos?

Você pode começar analisando as hashtags e determinando com quem seus concorrentes estão trabalhando, mas a forma mais eficaz para encontrar as pessoas certas com quem trabalhar é usando uma ferramenta específica criada para ajudar você a fazer isso.

Algumas das nossas favoritas são:

Teste algumas e compare seus recursos. Assim, você encontrará a que funciona melhor para você e seu setor. Mais específico do mercado brasileiro, existem algumas plataformas de seriviços focados em Marketing de Influência. Pesquise por Squid, Influence4You e Influence.me.

Como faço o Marketing de Influência se transformar em vendas?

Vendas. No fim, o objetivo é sempre esse: girar o ponteiro que move a sua empresa. Com o Marketing de Influência a ideia não é outra.

No entanto, você precisa entender que as coisas funcionam um pouco diferentes neste lado da internet. O influenciador sozinho, realmente, pode não gerar nenhuma venda. No entanto, o conjunto de estratégias de um Marketing de Influência, esse sim irá ajudar a melhorar seus resultados. Ele abrirá uma gama de oportunidades para marcas que buscam impulsionar aumentos direcionados em visibilidade e apresentar seus produtos e serviços para novos públicos.

Se você ainda não usa essa estratégia para aumentar seu crescimento, deve considerar seriamente. Afinal, se seus concorrentes estão usando, talvez você fique para trás. E, se eles não estão, você pode ganhar uma vantagem estratégica significativa ao fazer isso.

Ao organizar uma estratégia sólida, você pode trabalhar com influenciadores para alcançar o público específico que quer atingir, rastrear o progresso e compreender o que contribui para conquistar suas metas.

Assine a nossa newsletter para receber mais dicas e conteúdos relacionados a marketing e vendas B2B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.